sábado, 1 de novembro de 2008

RESPIGAR



Quintana

No, no. Yo no pergunto, yo deseo.
Lorca
O que foi que eu fiz ao último dia
de abundância

do sol ligando a carne

como a lua abre o inócuo sangue
sem ferir
estimula a simultânea distância
e no seu fio suspende
uma qualquer coisa,
uma qualquer frente que te faça
e nela fende

voz prendendo-nos o espanto,
o nosso agora
lido como uma coisa doméstica
parábola:

o tigre
de tantos poemas prisioneiro
captura a liberdade

até vermos
o touro coberto de rosas

as feridas no dorso do touro
rosas de sangue
dias.
nascendo de noite

nascem como pátrias
as rosas de sangue
no dorso da noite
nosso touro

e são tantas as rosas
que a noite já não sabe
qual das suas pátrias
é a ferida do tigre

captura a rosa do tigre onde eu seja
a garantia ou o núcleo em ebulição,
e brada por mim a perda:
só o mar cresce nos braços dos afogados,
– suspenso – só o único corpo
agregando o que te sustem em pastiche
delirante ou puríssimo veneno;

e como que por um pêndulo ritmado
pelo colidir do sangue no visionário órgão
orgânico coração da carne transforma-me

no ácido de todas as tuas feridas
e de todas as cicatrizes que eu seja

o preferido pesadelo
– sempre – aonde regressas
desarmado como um soldado enlouquecido
nesse vurmo do amor pátria ou esse pejo

ante o fosso de proscrição de tudo
o que oxida no limite,
aquele que consegues, de cada coisa,
– às vezes – adivinhar a vertigem;

nesse frio em que te tinhas
( adiando ou ligando-te ): toda a nudez
estremece perplexidade,

e o desejo
prolonga o deserto de si.

3 comentários:

L.C. & H. F. disse...

Ler não é só ler, ler é sentir, mergulhar-se nas palavras que se lêem.
O leitor reescreve aquilo que lê. Só assim ele pode atingir o cerne
do poema. Ou seja ler é uma dádiva e uma entrega. O leitor é também
escritor. Sem o leitor o poeta jamais poderia sair da sua escuridão, ou
seja, atingir a luz... Poeta e escritor complementam-se.

L.C.

L.C. & H. F. disse...

Queria dizer:

poeta e leitor complementam-se.

e não poeta e escritor...

L.C.

Mapas De Espelho ( Imagem Suzzan Blac) disse...

Y quando o leitor tb escreve é como se estivessemos num laboratório de química. Com palavras, coisas, y os reagentes ...